Total de visualizações de página

segunda-feira, 16 de abril de 2012

Denúncia feita por Duduzinho em 2008, deixa Toco inelegível por oito anos

video

ESTÂNCIA VELHA - Cidade a 50 Km de Porto Alegre, está livre, leve e solta, desde da tarde do dia 11 de abril, data em que o Tribunal de Contas do Estado, negou provimento ao Agravo Regimental, e manteve pela terceira vez a condenação do ex-prefeito Elivir Desiam, o Toco, PT, que foi prefeito de Estância Velha, 2001 a 2008, teve as contas do seu último ano de governo, 2008, rejeitadas por irregularidades na publicidade, que envolve também os jornais O Suplemento e Estância Velha, ambos de propriedade do seu ex-chefe de gabinete, Jaime Schneider. Transações comerciais entre o município e seus funcionários são proibidas, ainda mais quando este montante gira em torno de R$ 1.800,00, dia. Toco repassava estes valores para o seu chefe de gabinete, dono dos jornais O Suplemento e Estância Velha.

O processo no qual Toco foi condenado pela terceira vez é o de nº 002239-0200/10-8. Votaram pela manutenção da sentença condenatória o Conselheiro Relator Alexandre Mariotti, Conselheiro Iradir Pietroski e o Conselheiro Algir Lorenzon, pediu vistas ao processo. Mas o seu voto, favorável ou não: a sentença é definitiva. Toco está sendo derrotado por 2x0, e não poderá mais ser candidato a prefeito. Que venham os Txucarramães.

A condenação do ex-prefeito, é resultado de uma denúncia feita pelo então vereador do PMDB, João Valdir de Godoy, Duduzinho, em 2008, que hoje é o Secretário Municipal de Desenvolvimento Social.


Um comentário:

  1. Para os demais partidos que o toco nao faz parte é tudo muito legal, pois assim teriam mais uma chance pra ficar no poder. Cuidado, ele ainda pode ser candidato, pois a Justiça no Brasil é muito lenta para os pobre, mais para os politos em época de eleição se torna mais rápida.

    ResponderExcluir